Publicidade

Violência sem freio com Aluísio Mendes: São Luís registra em janeiro mais de 100 homicídios

A segurança pública no Maranhão sob comando de Aluísio Mendes é um fracasso. No período do governo Roseana Sarney o número de homicídios aumentou em mais de 60%. O mês de janeiro de 2014 registra alta de quase 30% em comparação com o mesmo mês de 2013, ano em que mais de 800 mortes violentas foram registradas.

Só no primeiro mês do ano de 2014, 105 mortes vão para as contas da gestão de Aluísio Mendes. A maioria homicídios cometidos com arma de fogo. A continuar nesse ritmo, chegaremos em dezembro de 2014 com mais de 1200 mortes.

Em 2013, o Maranhão registrou alto índice de violência, tanto nas ruas quanto nos presídios. 60 detentos foram mortos nas cadeias do estado, vários policiais assassinados, treilers da polícia e delegacias metrallhadas. Logo no início do ano, mais mortes em Pedrinhas e os ataques a ônibus que resultaram em vários feridos e na morte da pequena Ana Clara. Os crimes brutais só aumentam.

Os dados não deixam dúvidas do fracasso e da inaptidão para o cargo do secretário-eterno que quer ser deputado. Que segredos guarda Aluísio Mendes que faz Roseana Sarney temer destituí-lo? E o povo que se lasque no “melhor governo de minha vida”. Quem ousa “dormir de porta aberta”?

A preocupação de Aluísio é tão grande com a segurança que enquanto os bandidos tocavam terror em São Luís no ano passado, ele estava em campanha no interior do estado para viabilizar seu nome como candidato a deputado, servindo de papagaio de pirata para Roseana Sarney e Luís Fernando. Ê, Maranhão bem servido com essa corja.

 

 

 

Busca