Publicidade

Vídeo: rato passeia entre os queijos na prateleira de um grande supermercado em São Luís

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um pequeno rato passeando entre os pedaços de queijo empacotados e à disposição do consumidor no balcão refrigerado de um grande supermercado em São Luís.

As imagens parece que foram feitas por um casal. É possível ouvir a voz de uma mulher pedindo ao homem que tome cuidado com as mãos. Ao final, ela diz: “pronto, um rato no supermercado Mateus”. O vídeo foi feito com um celular, provavelmente. E não há nada além da afirmação da consumidora que possa provar que, de fato, o vídeo tenha sido feito no referido estabelecimento comercial.

Levamos as imagens para análise em uma produtora de vídeo que dispõe de equipamento profissionais, onde a reprodução foi feita quadro a quadro. Não foi possível identificar em nenhum momento do vídeo o nome de qualquer estabelecimento comercial em razão da baixa qualidade das imagens. As únicas informações possíveis de serem lidas com total certeza são os preços, descrição e marca do produto e as datas de embalagem e validade nas etiquetas, pelo que se supõe que o vídeo foi feito no final do ano passado.

O blog jeisael.com entrou em contato a assessoria de imprensa do Mateus Supermercados e ouviu que as etiquetas que aparecem nas imagens não correspondem às utilizadas pelo estabelecimento, assim como o balcão refrigerado é de um tipo que não existe em suas lojas.

Sendo ou não no Mateus Supermercados, o fato é grave e representa o perigo que ronda os consumidores. Além disso, põe em cheque o trabalho da Vigilância Sanitária, que deveria ser mais rigorosa na fiscalização desses estabelecimentos.

No mais, seria bom que as pessoas que fizeram o vídeo tivessem o cuidado de identificar nas imagens o local. Bastava apontar a câmera para a marca do estabelecimento, a farda de um funcionário, qualquer coisa que pudesse realmente mostrar que o fato aconteceu onde a voz diz que aconteceu. Do modo como está, parece apenas uma tentativa de macular a imagem do referido supermercado. A defesa ficou fácil. Veja o vídeo:

 

 

 

Busca