Publicidade

Tropa de Ricardo Murad na AL sai em defesa do ex-secretário enrolado

O principal assunto em discussão nesta quinta-feira na Assembleia Legisliativa do Maranhão foi a gestão de Ricardo Murad na Saúde do Maranhão. A reação em bloco, comandada pela filha de Ricardo, para tentar defender os desmandos do ex-secretário é sintomática. Mostra o pavor que toma conta do coração de Murad diante das auditorias realizadas na Caema e na Secretaria Estadual de Saúde, que apontam para as falcatruas que teriam sido cometidas.

O deputado Adriano Sarney (PV) faltou implorar para que o novo governo do Maranhão 'esqueça' o que foi feito na Secretaria de Saúde e “olhe para frente, para o que pode ser feito para melhorar a saúde do estado”. Como se omissão também não fosse crime.

Além disso, partiram para ataques desde a semana passada à nova gestão da Secretaria Estadual de Saúde, tentando plantar em blogs alinhados ao atraso uma confusão que não existe entre o secretário Marcos Pacheco e sua adjunta Rosangela Curado. A ação é orquestrada e visa tirar carta de seguro em favor do ex-secretário Ricardo Murad, que vive debaixo de calmantes para aguentar a pressão que vem de todos os lados.

Depois do anúncio da reabertura dos inquéritos que investigam o esquema de agiotagem no Maranhão, das informações que a Polícia Federal estaria na cola dele e ciente das possibilidades de também ser relacionado ao esquema que financiou campanhas eleitorais e vitimou o jornalista Décio Sá, Murad acusou o golpe, ameaçando publicamente delegados e até o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela.

Daí, é fácil entender porque a “tropa de choque Muradista”, composta pela filha, pelo genro e pelo neto de Sarney, fez um tremendo esforço para defender o enrolado e condenado ex-secretário de Saúde e cunhado da ex-governadora na sessão desta quinta-feira.

Te segura na maracujina, Ricardo, que nos próximos dias serão reveladas muitas informações que vão te deixar com os nervos à flor da pele. Te faz de doido que o pau te acha!

 

Busca