Publicidade

Secretário diz que R$ 300 milhões de empréstimo para a Segurança Pública feito na gestão de Roseana sumiram

Jefferson Portela (foto) afirma que uma auditoria será realizada para averiguar suspeitas de desvio.

Jefferson Portela (foto) afirma que uma auditoria será realizada para averiguar suspeitas de desvio.

Trezentos milhões de reais oriundos de empréstimo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para serem investidos na área de segurança pública no Maranhão, durante a gestão da ex-governadora Roseana Sarney, nunca foram aplicados. A revelação grave foi feita pelo atual secretário de Estado de Segurança Pública (SSP), Jefferson Portela, em entrevista aos blogs do Marrapá e do jornalista Clodoaldo Corrêa.

O secretário afirmou que na época, a SSP dispensou a equipe técnica encarregada de acompanhar as obras, e que não se sabe ainda o paradeiro do empréstimo. “O governo Roseana contraiu um empréstimo de R$ 3,2 bilhões do BNDES para obras em 217 municípios. A SSP dispensou a equipe técnica encarregada de acompanhar as obras com estes recursos. A informação é que não se sabe onde foram aplicados R$ 300 milhões destinados a investimentos na Secretaria de Segurança”, disse.

Segundo Jefferson Portela, existem obras de construção de quarteis no interior que estão atrasadas há meses, mesmo estando pago grande parte do valor dos serviços. O secretário comentou ainda sobre o outro projeto apresentado na gestão anterior para a construção da nova sede do Instuto Médico Legal (IML) no valor de R$ 300 mil que seria construída em cima de duas pistas da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). “Como nós vamos dar andamento a uma obra que vai interditar a UFMA?”, questionou.

De acordo com o titular da SSP, a secretária fará auditoria em todos os casos onde há susteitas de desvios para que os responsáveis sejam punidos.

 

Busca