Publicidade

Sarney além de traíra, mentiroso

Com informações do iG

Assim que divulgado o vídeo de uma reportagem da TV Amapá dando conta do voto de Sarney (PMDB) em Aécio Neves, o senador tratou de dizer que o vídeo não seria verdadeiro. Ou seja, com a intenção de tirar o fardo da trairagem que pesou sobre seus ombros.

Veja aqui o momento em que Sarney vota em Aecio Neves

Acontece que além de traíra, Sarney agora passa por mentiroso. O vídeo não é uma montagem. E quem diz isso é o perito mais respeitado do Brasil. Ricardo Molina analisou as imagens e disse que a ampliação que mostra Sarney digitando 45 e momento do voto são o mesmo vídeo.

A análise foi feita a pedido do portal de notícias iG. Molina confirmou que as imagens que mostram a votação não sofreram trucagens e são autênticas. Ele dividiu a análise em três fases. Na primeira, comparando o vídeo de corpo inteiro com um recorte mais fechado na urna eletrônica (veja reprodução abaixo), ele observa que “trata-se da mesma filmagem, ou seja, a ampliação, na qual não há dúvidas de que o voto é 45, foi processada a partir do mesmo vídeo.

Questionado sobre a possível manipulação, Ricardo Molina descarta a tese. “Uma montagem com manutenção de tantos detalhes seria praticamente impossível. Minha opinião é que é autêntica”.

Portanto, na tentativa de limpar a barra com sua maior aliada, a presidenta Dilma Roussef (PT), Sarney mente ao dizer que o vídeo não é verdadeiro.

 

 

Busca