Publicidade

Revista britânica diz que brasileiros foram vítimas de “estelionato eleitoral” da campanha de Dilma Rousseff

A edição da revista britânica The Economist, que chega às bancas neste final de semana, traz um editorial sobre o Brasil, onde aponta os motivos que estão deixando os brasileiros “fartos” da governanta do país. Sob o título “Lidando com Dilma”, a publicação diz que a presidente mentiu na campanha eleitoral e que seus eleitores estão se dando conta de que foram vítimas de um “estelionato eleitoral”.

A revista afirma que Dilma venceu as eleições presidenciais de outubro “vendendo uma mentira”. “De fato, como muitos eleitores estão percebendo agora, Dilma vendeu uma mentira”, diz o texto. Apesar do tom pesado contra a petista, o editorial deixa claro que “um impeachment seria uma má ideia”.

A revista lembra que Dilma “presidiu o conselho da Petrobras de 2003 a 2010, quando os promotores dizem acreditar que mais de 800 milhões de dólares foram roubados em propinas e canalizados para os políticos do PT e aliados”. E sugere que a campanha de reeleição pode ter sido parcialmente financiada pelo dinheiro roubado da Petrobras”.

Além disso, a revista diz que a atual situação de crise no Brasil é fruto de erros cometidos por Dilma no primeiro mandato. Num cenário de corte de gastos públicos, aumento de impostos e juros, os brasileiros sentem-se enganados, o que justifica, segundo a The Economist o fato de o povo estar com raiva.

 

 

 

Busca