Publicidade

Pré-carnaval é o tratamento de saúde do vereador Pereirinha?

Este é o Presidente da Câmara Municipal de São Luis, Vereador Isaías Pereira Filho (PSL), popularmente conhecido como Pereirinha. Ele está de “licença médica” desde o final do ano passado, mais precisamente quando estourou o escândalo de agiotagem que envolveria 14 colegas de parlamento num esquema de espréstimos irregulares com o Bradesco.

Foto do blog de Silvia Teresa mostra Pereirinha curtindo a folia

Com aparência muito saudável, Pereirinha estaria frequentando as festas pré-carnavalescas da capital maranhense, como essa da foto, da Favela do Samba. Que médico teria recomendado tal atividade como parte do tratamento de saúde do Presidente do Parlamento Municipal?

A imoralidade no uso de licenças médicas por parlamentares

É tão comum quanto imoral o uso desse truque direito para fazer de tudo, menos tratamento de saúde. Negociatas com suplentes costumam afastar senadores, deputados e vereadores apenas para abrir vaga na cadeira do titular. Em período de campanhas políticas, também, muitos parlamentares-candidatos utilizam esse expediente para sair em busca de um novo mandato sem ter de “perder tempo” exercendo o mandato atual dado pelo povo.

Todos de licença médica, tudo dentro da legalidade (ou nem tanto assim) prevista nos regimentos internos dos parlamentos e sob orientação técnica da própria mesa diretora. Dentro da legalidade, entretanto, também, dentro de uma imoralidade sem tamanho. Nem é tão assim legal, vamos combinar, né? Porque para pedir licença médica, o parlamentar deveria estar doente. Licença médica é somente para quando o parlamentar não pode trabalhar. Então se é uma forma de enganar o sistema, se é uma forma de mentir, não seria um quebra de decoro?

 

Busca