Publicidade

Policiais protestam em frente ao Palácio dos Leões

Policiais militares e bombeiros do Maranhão estão em frente a Palácio dos Leões na noite desta quarta (26), reivindicando cumprimento de acordo feito entre o governo do estado e a categoria. Os policiais cercaram a sede do governo estadual, o cima é de tensão.

Nesta quarta-feira houve uma grande assembleia geral onde os militares decidiram por deflagrar a ‘Operação Legal’, apelido dado a uma espécie de “operação tartaruga” onde policiais e bombeiros agirão somente dentro do que determina a lei.

Os militares reclamam do reajuste de apenas 7% concedido, em ano eleitoral, pela governadora Roseana Sarney à categoria. Segundo os policiais, não se trata de aumento, mas de reposição salarial, pois refere-se somente a perdas salarias e não a aumento real.

Enquanto o governo não corresponder aos anseios da categoria, a atuação se dará de forma basicamente dentro do limite a não infringir a lei. A operação tartaruga prevê viaturas trafegando a no máximo 20 km/h;, sem abordagens, sem apreensão de veículos, sem nenhum esforço no registro de ocorrências. Conduções somente serão realizadas em estado de flagrante, locais de crime não serão preservados.

Se a situação da segurança pública com a presença da polícia agindo nas ruas já não é satisfatória, imagine agora com a 'Operação Legal'. Por diversas vezes, temos dito que policiais não são prestigiados pelo governo do estado, pior ainda, são tratados com desprezo, apesar do trabalho heróico que realizam. Já escrevemos aqui no blog que o trabalho da PMMA nas ruas de São Luis é mérito somente dos policias. Mas, o governo sempre tenta faturar politicamente em cima da ação da polícia.

Sem as condições ideais, mal remunerados e com baixo efetivo, homens da Polícia Militar se esforçam dia a dia para manter a população em segurança. Mas, sozinhos e dentro das condições oferecidas não conseguem dar conta de tudo. Acabam sendo os primeiros a sofrerem críticas da população, quando, na verdade, são, também vítimas de um governo totalmente descomprometido.

 

Busca