Publicidade

Polícia prende caseira suspeita de participar de chacina em Panaquatira

Josiane Aires é acusada de formação de quadrilha.

Josiane Aires é acusada de formação de quadrilha.

A caseira Josiane Aires, 26 anos, foi presa na tarde desta quinta-feira (28) suspeita de ser informante da quadrilha responsável pela chacina em uma casa de praia em Panaquatira. Somente nesta quinta-feira, três pessoas foram presas suspeitas de participaçao no crime. Entre elas está José Luís, que é companheiro de Josiane.

A polícia já solicitou à Justiça a prisão de oitos envolvidos no tiroteio que resultou na morte do policial militar Max Miller Rodrigues Carvalho, de 27 anos; do promotor de eventos Alexsandro Vieira de Carvalho, o Cachorrão, de 36 anos; e da estudante Amanda Brasil Meireles. de 20 anos. Valbenilson Santos Lobato, o Pezão, um dos assaltantes, foi morto após ser baleado pelo militar durante a ação criminosa.

Após o episódios, outro criminoso foi morto. Jozinaldo Aires da Costa, o Nal da Panaquatira, morreu em confronto com a polícia na Vila Alcione, São José de Ribamar.

A terceira prisão realizada foi de Laurineide Rocha da Paixão, de 31 anos, que seria companheira de Clemilson de Almeida, de 26 anos, o “Bode”, que está foragido. Ele seria um dos criminosos que participaram da chacina. A esposa dele foi detida com uma câmera roubada durante assalto a uma casa antes da que ocorreu o tiroteio. Ela foi capturada por receptação de material roubado.

Busca