Publicidade

Pleonalismo no jornalasmo

Dá vontade de morrer de morte morrida ou suicidar-me a mim mesmo tirando minha própria vida matando-me para que não viva mais e veja e ouça o nível dos textos e a forma como locutam seus textos os jornalistas e/ou repórteres que atuam atualmente na mída impressa, televisiva e radiofônica do Maranhão. Ave-Maria-Cheia-De-Graça. Tá déééémais. O que tem de elisão, pleonasmo, cacofonia, eco, erro gramatical, verbo errado…

Gente, tem coisa que até dá pra passar, mas dia desses na TV Cidade, uma repórter vem com um tal de “…apenas dois plantonistas estavam de plantão…”. Não, minha filha?!!! Verdade?

Como se não bastasse emendou com um “…delegado da delegacia…” na mesma matéria. Cruz credo. Me lembra uma vez (faz tempo) no Bandeira 2 quando ouvi que “…no matagal foi encontrado um cadváver morto.” De lá pra cá a coisa ja deveria ter melhorado. Pleonasmo só vale o literário, com toda licença poética que o Raul tem pra “Eu nasci, há dez mil anos atrás”, ou o Fernando Pessoa para “Ó mar salgado, quanto do teu sal são lágrimas de Portugal”

Isso não vale para o meu colega radialista que mandou um “quinze horas da tarde” no ar, e vive dizendo que a rádio dele é “primeiro lugar absoluto”. Ué, existem dois primeiros lugares? Mas essa é das que dá pra perdoar, pois nesse caso o pleonasmo serve para reforçar uma idéia. Agora não dá pra engolir um “monopólio exclusivo” em pleno telejornal apresentado pelo nosso amigo… opa, sem nomes.

Tudo bem que ‘errar é humano’, mas peraí, pessoal, bora estudar. Eu ja vou até dar uma contribuição exemplificando abaixo alguns pleonasmos. E pra quem não sabe o que é esse desgraçado aí vai o conceito:

Pleonasmo pode ser tanto uma figura de linguagem quanto um vício de linguagem. O pleonasmo é uma redundância (proposital ou não) em uma expressão, enfatizando-a. (fonte: Wikipedia)
O Pleonasmo vicioso trata-se da repetição inútil e desnecessária de algum termo ou idéia na frase. Esse não é uma figura de linguagem, e sim um vício (defeito) de linguagem.

Exemplos de Pleonasmo

“Subir para cima.”
“Descer para baixo.”
“Elo de ligação.”
“Acabamento final.”
“Comparecer pessoalmente.”
“entrar para dentro.”
“sair para fora.”
“Acidente não intencional”
“Levantar as mão pro céu”
“O vento sopra”
“Sair fora”
“Há dez minutos atrás”
“Correu a corrida”
“Água líquida”
“Pedra dura”
“Me deu pra mim”
“O filho dela é menino homem”
“Ví com meus próprios olhos”
“Virar a curva”
“Ao amanhecer do dia”
“Multidão de pessoas”
“Encarar de frente”
“Certeza absoluta”
“Anexar junto”
“Escolha opcional”
“Gritar bem alto”
“Repetir de novo”
“Preferir muito mais”
“Consenso geral”
“Sorriso nos lábios”
“Voltar atrás”
“Motoqueiro de moto”
“Vereador municipal”
“Ganhe de graça”
“Concorrer ao sorteio”
“Viúva do falecido”
“Surpresa inesperada”
“Conviver junto”
“10% de dízimo”
“Adiar pra depois”

Ah! e o começo do meu texto é um bom exemplo de pleonasmo. Perceberam, né? Ou não? Ai, meu Deus…

Busca