Publicidade

Lobão e Roseana devem depor na Polícia Federal próxima semana

Com os nomes envolvidos na Operação Lava Jato, Roseana Sarney e Edison Lobão, ambos do PMDB, devem depor na próxima semana na sede da Polícia Federal em Brasília. O ex-ministro de Minas e Energia é alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal por ter supostamente solicitado recursos para a campanha da ex-governadora do Maranhão.

Lobão já teve o nome mencionado por vários delatores da Lava Jato e, por último agora, foi citado por Ricardo Pessoa, dono da UTC Engenharia e da Constran, mesma empresa que figura no caso de supostas propinas pagas ao governo de Roseana Sarney para recebimento de precatórios. O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, primeiro delator da Lava Jato, citou Lobão como beneficiário de R$ 1 milhão. O dinheiro teria sido pedido em 2008.

Os depoimentos de Lobão e de Roseana à PF em Brasília servirão para esclarecer aos investigadores a suposta participação deles no esquema de corrupção envolvendo a Petrobras.

 

 

Busca