Publicidade

Liberdade de escolha

Por Jeisael Marx

Livre-arbítrio
“É a crença ou doutrina filosófica que defende que a pessoa tem o poder de escolher suas ações”.
Deixando de lado as conotações subjetivistas e objetivistas que a “experiência de liberdade” possa ter, somos responsáveis por nossas ações incondicionalmente. É a nossa mente que controla as ações do corpo. E quando agimos, somos responsáveis também pela reação. É lei que pra toda ação há uma reação. Tudo na vida está sujeito à lei de causa e efeito, para uma ação positiva, um efeito positivo, para uma ação infeliz, o resultado correspondente.
Escolher entre fazer (ou desejar) o bem ou o mal, escolher entre amar ou odiar, dizer sim ou não, a decisão de puxar o gatilho, de beber e dirigir, de ofender, de estender a mão, etc. Você decide.
Não acredito que uma divindade ou força maior imponha seu poder sobre a vontade e as escolhas indivuduais. A própria Bíblia fala que Deus nos faculta a experiência de liberdade.

Em todas as situações na vida, sempre temos pelo menos duas escolhas. E, mesmo com quaisquer influências externas, a responsabilidade da decisão é sempre individual. E são as decisões que tomamos na vida que determinam nosso sucesso ou fracasso.

Quando alguém lhe abre uma porta, a decisão de entrar (ou não entrar) é sua. Ou seja, quando alguém lhe proporciona uma oportunidade e você obtem sucesso, essa pessoa não pode ser responsável por isso. Você decidiu aceitar a oportundade. Agradeça-a. Porém a responsabilidade de aceitar e ter obtido o sucesso é sua.
Você é fruto de suas escolhas. Os caminhos da vida são assim. Seja no lado profissional ou pessoal, a todo momento estamos fazendo escolhas. E mesmo que você não queira escolher, isso já é uma escolha. Devemos estar conscientes disso, e conscientes das escolhas que fazemos, pois esta consciência nos permite assumir as responsabilidades pelos nossos atos.
São as nossas escolhas, mais do que as nossas capacidades, que mostram quem realmente somos. Viver é uma arte. A arte das escolhas.
Busca