Publicidade

Lava Jato: advogado de Roseana e Lobão tem ligação com doleiro Youssef

Kakay, famoso advogado de gente famosa e enrolada

O mesmo advogado contratado para defender Roseana Sarney e Edison Lobão das acusações da Operação Lava Jato já advogou também para o delator do esquema, Alberto Youssef, no início da operação. O caro advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay. O que isso quer dizer? Talvez nada. Ou talvez muita coisa. Pode ser apenas uma coincidência também. Ou não.

Os depoimentos do doleiro Youssef divergem em alguns pontos dos depoimentos do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa. Roseana Sarney e Edison Lobão são citados como beneficiários do esquema de propinas envolvendo a Petrobras no depoimento do ex-diretor. Enquanto, nos depoimentos do doleiro Roseana e Lobão são poupados.

É esquisito que Youssef, em sua versão, diga que não entregou propina à ex-governadora e ao ex-ministro sendo que ele foi preso justamente em São Luís pela Polícia Federal quando fazia “entregas” de dinheiro do esquema. Já Paulo Roberto Costa afirma que discutiu pessoalmente com Roseana para tratar de propina em 2010.

João Abreu, homem de confiança de Roseana e ex-secretário do seu governo, recebeu, segundo Youssef, R$ 1,4 milhão. Entretanto, o doleiro diz não lembrar com exatidão da participação da ex-governadora Roseana no esquema da entrega das propinas.

Se o advogado de Lobão e Roseana é ou foi ligado a Youssef, os fatos aqui narrados parecem fazer parte de uma tática para tentar livrar os maranhenses das acusações com o pedido de arquivamento dos inquéritos contra eles. A defesa vai usar o argumento de que os depoimentos de Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef são “contraditórios”. Pode ser apenas coicidencia, mas que cheira a outra coisa, cheira sim.

 

 

Busca