Publicidade

Lascou de vez: Governo do Estado quer “alugar” a Caema

O governo do estado segue zombando da boa fé do povo maranhense. Como se não bastasse o processo de privatização da Cemar na década passada, desta vez achou por bem terceirizar os serviços da Companhia de Saneamento Ambiental Maranhão – Caema.

A denúncia foi feita pelo deputado estadual Rubens Jr. (PCdoB), durante sessão plenária na Assembleia Legislativa do Maranhão, na manhã desta quarta-feira (12),. O parlamentar aproveitou a ocasião para cobrar responsabilidades do secretário estadual de saúde, Ricardo Murad, e do presidente da Companhia, João Moreira Lima.

“No ano passado o secretário Ricardo Murad disse que renunciaria ao cargo, juntamente com ‘Joãozinho’, caso os problemas de água da cidade de São Luís não fossem resolvidos até abril de 2014.” Destacou o deputado, completando. “Os dois terão que renunciar, não para disputar as eleições, mas por que a população de São Luís continua sem água em suas torneiras.”

O líder da oposição expos um dossiê, recebido por seu gabinete, com o contrato de concorrência que deverá ser publicado nos próximos dias. O documento descreve a abertura os itens necessários para empresas interessadas na “Contratação de Serviços de Eficiência Operacional e Comercial do Sistema de Abastecimento da grande São Luís”, ou seja, a empresa “vencedora” será contratada para realizar os serviços de competência da Caema que vem sendo realizado de maneira precária.

“Agora a saída do governo, sabendo da derrota eleitoral que se avizinha, é simplesmente tirar a Caema do comando do estado e passar para uma empresa privada. Diferente do que acontece em uma privatização, quando o governo recebe o dinheiro para que a empresa assuma determinado órgão, neste caso o governo do estado irá pagar R$ 175 milhões para que uma empresa paulista realize todos os serviços de responsabilidade da Caema apenas na grande São Luís. É um aluguel às avessas” Explicou Rubens Jr.

O parlamentar destacou que muitos outros pontos poderiam ser priorizados para resolver o problema de abastecimento e esgotamento sanitário de São Luís. “Hoje nós perdemos 65% da água que vem do Italuís e dos postos perfurados da capital, nós produzimos 126 milhões de metros cúbicos de água por ano e consumimos apenas 40 milhões, o que reflete 80 milhões de metros cúbicos caindo no ralo. O governo do estado anda na contramão, ao invés de buscar investimentos para sanear a empresa e dar ampla capacidade de produção e fornecimento do serviço, resolve tirar dinheiro da Caema e dar para uma empresa privada. A terceirização confirma a falência da Caema e do governo do estado do Maranhão”. Alertou o deputado.

Em aparte, o Deputado Marcelo Tavares (PSB), destacou o problema, no qual ao longo de tantos anos à frente, o governo resolve fazer uma privatização no final do seu mandado que evidencia um comprometimento para o futuro do próximo governador. “Parece mais uma proposta comercial do que privatização, o que torna pior é que não estão fazendo em um processo de licitação, no qual passaria pela aprovação da Assembleia Legislativa e Prefeitura. É lamentável que o péssimo governo do Maranhão queira no apagar das luzes do seu governo entregar a Caema para uma iniciativa privada deixando vários empregadores a mercê”. Conclui o Marcelo Tavares.

Ao finalizar seu pronunciamento, o deputado Rubens Jr. destacou uma trilha sonora que, segundo ele, retrataria a situação “há uma música de Raul Seixas que ilustra muito bem esta situação. ‘A solução pro nosso povo eu vou dar, negócio bom assim ninguém nunca viu, tá tudo pronto aqui é só vir pegar, a solução é alugar o Maranhão’.”.

 

Busca