Publicidade

Jornal da família Sarney sugere genocídio de jovens e crianças para combater criminalidade no Maranhão

O jornal O Estado do Maranhão afirmou em sua publicação desta segunda-feira (8), que a única solução no combate ao crime no Maranhão seria um “morticínio semelhante ao que os nazistas fizeram com os judeus”. Abrindo mão de qualquer forma democrática e sensata para se resolver o problema, o jornal de propriedade da família Sarney sugere a morte em massa de jovens e crianças que cometeram crimes no estado.

Publicado por meio da coluna PH, do jornalista Pergentino Holanda, o texto lamenta que um genocídio semelhante ao que aconteceu na Alemanha durante a Segunda Guerra e que dizimou milhões de judeus não tenha ocorrido no estado, e afirma que a medida é necessária já que esses jovens e crianças não têm mais medo da morte.

11052526_10207006886036446_4047681599336289642_n

 

Busca