Publicidade

Isenções fiscais suspeitas dadas por Roseana são críticadas na Assembleia Legislativa

wpid-Photo-20150328165653362.jpg

O pacote de isenções fiscais concedido pela ex-governadora Roseana Sarney e que, em 2014, causou a perda de R$1,5 bilhão em arrecadação ao Maranhão, repercutiu na Assembleia Legislativa.

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) criticou, em sessão na tarde desta terça-feira (5), as medidas de isenções fiscais adotadas por Roseana. O deputado afirmou que o caso é grave e essas isenções precisam ser investigadas.

“Isso é de uma gravidade enorme, porque o Maranhão é um estado pobre, que tem muitas limitações e dificuldades financeiras. E nós começamos a aprofundar as auditorias para saber a origem dessa falta de recursos. Nós, a cada dia, estamos nos surpreendendo com esse tipo de notícia. Quando a gente pensa que já conseguiu descobrir todo o tipo de escândalo, vão surgindo fatos novos como esse”, comentou.

Baseando-se em um levantamento realizado pela Secretaria de Estadual da Fazenda (Sefaz), o parlamentar afirmou que várias dessas concessões foram realizadas sem a devida publicidade, sem critérios claros, e de forma que fere os princípios constitucionais. Ele destacou ainda as auditorias realizadas pela Sefaz, que estão investigando os fortes indícios de que essas isenções foram concedidas de forma irregular.

As isenções fiscais concedidas por Roseana durante a sua gestão, ganharam destaque nacional e repercutiram nos principais jornais do país.

Busca