Publicidade

Governo retoma projeto de irrigação Sangalô com investimentos na faixa de R$3 milhões

Projeto-Salango-300x291

Foto/Divulgação

Anunciado como o maior programa de irrigação do Maranhão e um dos maiores do país, mas abandonado pela ex-governadora de Roseana Sarney, o projeto Sangalô foi oficialmente reativado pelo Governo do Estado.

Além da retomada dos trabalhos, o governador Flávio Dino anunciou ainda um investimento de R$ 3 milhões para o projeto. A reativação do Sangalô deve beneficiar cerca de 457 famílias de agricultores distribuídas em várias associações.

Localizado no município de São Mateus do Maranhão, o Projeto Salangô foi iniciado, com um volume significativo de recursos da União e uma contrapartida do Governo do Estado, com o objetivo de ser o maior projeto agrícola de irrigação do Maranhão, na produção de arroz irrigado, frutas e hortaliças.

O Salangô tem uma área total de 3.600 hectares, sendo 600 hectares para o plantio do arroz irrigado e 2 mil hectares para o regime de arroz sequeiro. O empreendimento foi concebido para operar com vários sistemas de irrigação, divido em setores, corrigindo problemas como a falta de local adequado para secar o arroz e maquinário velho.

Busca