Publicidade

Deputado sugere em plena tribuna que colega de parlamento é gordo e precisa fazer regime

Fábio Macedo, acima do peso segundo Vinícius Louro

Não se pode negar que alguns debates na Assembleia Legislativa do Maranhão tem lá suas graças. No sentido de ser engraçado mesmo, de arrancar risadas. Mas, pera lá. Chamar o colega de gordo e mandar fazer um regime? Cadê o decoro? Ha ha ha.

Na manhã desta quarta-feira (20), o deputado Vinicius Louro (PR) alfinetou o deputado Fábio Macedo (PDT) depois que o segundo subiu à tribuna para sair em defesa de um vereador da cidade de Pedreiras (terra de Louro) que está em greve de fome para tentar forçar o prefeito a construir uma quadra e pavimentar ruas do bairro Matadouro.

Depois de dar explicações sobre o episódio que motiva a greve de fome do vereador, Vinicius Louro alfinetou o colega Fábio Macedo:

“Eu quero dizer a V. Ex.ª também que, já que V. Ex.ª é solidário a esse vereador, pois faça também essa greve de fome em frente à Caixa Econômica, porque o problema é da Caixa Econômica e não do município”.

Para que não restasse nenhuma dúvida da razão pela qual Louro sugeriu que Macedo fizesse greve de fome, o parlamentar de Pedreiras encerrou o discurso repetindo a sugestão, mas, praticamente, chamando o pedetista de gordo.

“Então peço a V. Ex.ª, já que é solidário e até está precisando um pouco, vai lá em frente da Caixa Econômica e faça essa greve de fome”.

Como assim “até está precisando um pouco”? Tudo bem que Fabinho Macedo nada tem de Fabinho, estaria mais para Fabão. Mas, a sugestão foi maldosa. E engraçada, é verdade, pelo fato de se dá na Tribuna do Paralamento. Cadê o decoro? Olha que isso é buling. Não, acho que não, tô exagerando. Só se isso se repetir. Ai pode ser. He he he. Imagine se Vinícius Louro fosse essa 'magreza' toda, mas a briga aí é de peso.

 

 

Busca