Publicidade

Caso Helicóptero: Andrea Murad abandonada por companheiros da “grande família”

Te vira: Andrea foi abandonada à própria sorte.

A deputada filha de Ricardo Murad foi abandonada pelos seu companheiros de oposição desde que foi denunciada por ter utilizado indevidamente, na campanha eleitoral de 2014, helicópteros alugados pela Secretaria de Saúde (SES).

Sem conseguir se explicar, Andrea Murad não conta sequer com o apoio dos outros 3 deputados da “grande família”. Nem Edilázio Jr., nem Souza Neto, nem Adriano Sarney saíram em defesa de Dedéa em nenhum momento. Abandonada, isolada, a deputada tem tentado se rebolar para explicar o inexplicável: as coincidências entre as datas de sua agenda de campanha e os relatórios de voos da PMR Taxi Aéreo.

Deputados Grande Família: Edilázio, Adriano, Andrea e Souza Neto.

O silêncio da “grande família” na defesa da filha do ex-secretário de Saúde é motivado principalmente pela gravidade da denúncia, praticamente indefensável. Então, ninguém quer se queimar junto com Andrea.

Filha de Murad desembarca de Helicóptero da PMR, contratada da SES

Sem falar que o outro membro do grupo familiar, Souza Neto, genro de Murad, também foi beneficiado com o uso de helicópteros que deveriam estar à disposição da Secretaria de Saúde, mas “faziam linha” Coroatá/São Luís/Coroatá em pleno período eleitoral, segundo denúncia do deputado Rogério Cafeteira.

É, no mínimo, sintomático que esse grupo familiar de 4 deputados esteja tão unido o tempo todo para atacar e criticar o governo e, neste momento em que um membro da “grande família” esteja sendo denunciado, os outros simplesmente percam a língua.

 

Busca