Publicidade

Após entregar-se à polícia, “Imperador” é encaminhado para Pedrinhas

Edardo DP, mais conhecido como “Imperador”, e sua mãe, ex-prefeita de Dom Pedro, Arlene Barros.

Suspeito de comandar uma quadrilha que fraudava licitações e utilização de documentos falsos no município de Dom Pedro, Eduardo José Bastos Costa, mais conhecido como “Imperador”, entregou-se à polícia na tarde da última quarta-feira (1).

A Justiça já havia expedido um mandado de prisão temporária para Eduardo, assim como para a sua mãe, Arlene Barros Costa, ex-prefeita do município de Dom Pedro, sob acusação de juntos terem desviado R$ 5 milhões dos cofres públicos do município, quando Arlene era prefeita.

O empresário apresentou-se às dependências da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), onde prestou depoimento à Comissão Combate a Agiotagem.

Além de “Imperador” e a mãe, um irmão, um primo e outros envolvidos foram presos na capital e no município de Imperatriz. Após prestar depoimento, Eduardo foi encaminhado ao Centro de Triagem, em Pedrinhas.

Busca