Publicidade

VÍDEO: Murilo Andrade e o bom trabalho na Sejap

Murilo Andrade

O secretário Murilo Andrade pode estar sendo “vítima” do bom trabalho que realiza em pouco mais de 90 dias à frente da Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária do Maranhão. As mudanças implementadas pelo gestor em tão pouco impuseram um novo ritmo à rotina do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, o que gerou desagrado em pessoas que sempre se aproveitaram do caos no Sistema Prisional do Maranhão para tirar vantagens.

Até antes de Murilo Andrade, os presos tinham a “liberdade” dentro da cadeia. Controlavam e tinham as chaves das celas (soa absurdo, mas era uma realidade); recebiam alimentação de fora da prisão sem nenhum controle, o que facilitava a entrada de objetos; vestiam a roupa que queriam e faziam a sua própria rotina.

Presos saiam para praticar crimes e retornavam como se nada tivesse acontecido, com a conivência de quem deveria cuidar da segurança da cadeia; não se sabe quanta gente envolvida em facilitações de fuga e de entrada de drogas, armas e serras ainda ocupam cargos no Sistema. Mas, fatalmente, há muita gente dentro e fora com interesses contrariados a partir das mudanças implementadas.

Não está descartada, inclusive, a possibilidade de que o resgate de presos no último domingo (04) tenha acontecido com a facilitação de gente de dentro do próprio Sistema como forma de “sabotar” o trabalho do secretário Murilo Andrade. Isso é objeto de investigação no inquérito aberto para apurar responsabilidades no episódio.

Murilo foi indicado para gerir o Sistema Penitenciário do Maranhão por ser considerado como um dos mais preparados gestores penitenciários do país. Ele é Doutorando em Ciências Jurídicas e Sociais, Especialista em Direito Público e tem 10 cursos de aperfeiçoamento na área de gestão pública.

O blog mostra abaixo trechos de entrevista concedida no dia 26 de março, poucos dias antes do resgate de presos, onde Andrade discorre sobre os avanços no Sistema Prisional do Maranhão.

 

 

Busca