Publicidade

Vereadores, tremei! Investigações de agiotagem vão esquentar nos próximos dias

FOTO-O-DIAInformações de fontes ligadas à Secretaria de Segurança Pública garantem que as investigações sobre esquemas de agiotagem no Maranhão vão continuar, e alguns vereadores poderão ter uma surpresa nos próximos dias.

Mais cedo, blog Marrapá informou que a ex-gerente do banco Bradesco, Raimunda Célia Moraes da Silva Abreu, estaria inclinada a fechar um acordo de delação premiada, ou seja, em troca de diminuição da pena, revelar à Polícia com o funcionava o esquema de empréstimos irregulares a membros do legislativo municipal.

Há uma lista de nomes que poderiam fechar o mesmo acordo e contar tudo que sabem. As investigações que seguiam de vento em popa há algum tempo atrás foram travadas na 7ª Vara Criminal, onde dormem em berço esplêndido os pedidos de quebras de sigilo fiscal e telefônico, de prisão temporária e apreensão contra 14 vereadores e mais 6 diretores da Câmara de São Luís.

O delegado responsável pelo inquérito, Augusto Barros, que hoje é Delegado Geral do Estado, estima que o esquema movimentou cerca de R$ 30 milhões de reais. Os principais suspeitos de liderar a quadrilha que agia com a ajuda da gerente do Bradesco são os vereadores Astro de Ogum, que hoje preside a Câmara, e o ex-presidente Isaías Pereirinha.

Como a ex-gerente é peça chave para elucidar a participação de cada um dos investigados, se o acordo de delação premiada for fechado, tem vereador que pode trocar a o plenário do Legisltivo por uma confortável cela na cadeia.

 

 

 

Busca