Publicidade

Treta: Polícia Federal está à caça de Coelho, secretário estadual de Meio Ambiente

Polícia Federal na sede da SEMA

Polícia Federal na sede da SEMA

O secretário de Estado de Meio Ambiente, Marcelo Coelho, está sendo procurado pela Polícia Federal desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (14). A PF esteve na sede da Secretaria comandada por Coelho cumprindo mandatos de busca e apreensão, mas o secretário não estava no local. Ele tinha uma entrevista marcada no jornal Bom Dia Maranhão, da TV Difusora, mas não compareceu.

Uma assessora compareceu à emissora para acompanha-lo durante o programa e tentou insistentemente falar com ele por celular, mas o telefone só chamava. Pouco tempo depois, a Polícia Federal foi ao local para na expectativa de encontrar o secretário. Viagem perdida. Coelho permaneceu na toca, em lugar não sabido.

Operação da PF

Em conjunto com o IBAMA, a Polícia Federal deflagrou a Operação Hymenea (em referência a uma espécie de árvore explorada ilegalmente), com o objetivo de combater a extração e comercialização ilegais de madeira proveniente de terras indígenas. Policiais estão dando cumprimento a 77 medidas judiciais, entre mandados de prisão preventiva e temporária, busca e apreensão, alem de suspensão de certificação de empresas madeireiras em São Luís e várias cidades do interior do Maranhão.

Documentos fraudulentos estariam sendo utilizados para o exercício de extração, transporte e comercialização de madeira retirada ilegalmente de áreas protegidas, causando desmatamentos e danos ambientais enormes em áreas de floresta amazônica na região nordestina. A área atingida trata-se de ultimo reduto de espécies ameaçadas de extinção.

O grupo criminoso investigado pela Polícia teria movimentado um montante de R$ 60 milhões. Os acusados poderão responder por diversos crimes, entre lavagem de dinheiro, participação em organização criminosa, desmatamento ilegal, receptação qualificada, corrupção ativa, tráfico de influência, falsificação de documentos, dentre outros.

Mas a pergunta que não quer calar é: cadê o secretário Marcelo Coelho?

Se ele não deve nada, não deveria se esconder da polícia.

Busca