Publicidade

Servidores rechaçam nova tentativa do grupo Sarney em desgastar Flávio Dino

Servidores rechaçam nova tentativa do grupo Sarney em desgastar Flávio Dino

Blog do Garrone – A oposição sarneysista perdeu definitivamente o senso de ridículo. Hoje, o jornal da oligarquia moribunda alardeou quase em tom de apelo que milhares de servidores públicos do Maranhão sairiam às ruas para protestar contra o governo Flávio Dino.

Ocorre que apesar das investidas do grupo Sarney, que movimenta todo seu império de comunicação para atrair os servidores para o circo miranteano, pouco mais de 30 “milhares” de manifestantes participaram do protesto. Considerando que os 30 protestantes sejam realmente servidores, o movimento foi um retumbante fiasco, pois o Estado tem mais de 110 mil servidores. Claro, portanto, está o nível de satisfação da categoria com o governo.

Atordoados com a popularidade alta de Flávio Dino atestada em pesquisas, que o apontam com 60% de aprovação, e as sucessivas derrotas políticas, como a recente eleição do comunista Rubens Júnior para a coordenação da bancada federal, os escombros do sarneysismo parecem perdidos em busca de uma pauta para desgastar o governo.

Não poderiam ser mais infelizes na escolha dos servidores públicos para tentar usá-los como massa de manobra. Isto porque desde 2015 é notável a politica de valorização adotada pelo governador Flávio Dino, que logo no primeiro ano de gestão reajustou salário de todas as categorias. Investimento de mais de meio bilhão de reais.

Depois, todos sabem que a maioria dos estados brasileiros está com salário dos servidores atrasados ou paga parceladamente. Apenas sete estados, entre eles o Maranhão, paga em dia. No caso do governo Flávio Dino paga antecipadamente, na maioria das vezes. Além disso, os professores e os policiais militares, que constituem a maior parte dos 110 mil servidores do Estado passaram a receber os maiores salários do país.

Não por acaso, a oposição político-midiático sarneysista amarga fracasso após fracasso na sua tentativa de desgastar o governo Flávio Dino.

Busca