Publicidade

Sejap desmente falsa notícia de rebelião em presídio de Pedreiras noticiada por blogs

Foto: Blog Marrapá

Foto: Blog Marrapá

O governo do Estado, através da Secretaria da Administração Penitenciária (Sejap), desmentiu em nota, uma falsa notícia veiculada em rede sociais e blogs de São Luís. A postagem se referia a uma suposta rebelião que teria acontecido numa penitenciária localizada no município de Pedreiras, no último domingo (12). O boato acabou se espalhando rapidamente pelas redes sociais chegando a ser compartilhada até pelo ex-candidato a governador do Estado, Antônio Pedrosa.

A falsa rebelião foi negada pelo governo que afirmou que o episódio tratava-se na verdade de uma tentativa de fuga, que ocorreu na noite do último sábado (11) no Presídio Pedreiras, mas que alertados sobre o plano dos detentos, o sistema de segurança do presídio agiu rapidamente e conteve os fugitivos.

A nota afirma ainda que o governo do Estado repudia boatos maldosos que tem por objetivo apenas criar instabilidade no sistema prisional do Maranhão, que passa por medidas firmes para garantir a ressocialização dos apenados e a tranquilidade da população.

Confira na íntegra a nota:

Sobre suposta rebelião no presídio de Pedreiras na noite deste domingo (12), divulgada em redes sociais, o governo do Estado, por meio da Secretaria da Administração Penitenciária, esclarece que:

  1. É absolutamente falsa a informação. Nenhuma rebelião ocorreu neste domingo (12), no Centro de Ressocialização, localizado município de Pedreiras;
  2. Na noite do último sábado, 11, houve tentativa de fuga do Presídio Pedreiras. O sistema de segurança do Estado agiu rápido e frustrou a fuga;
  3. O Centro de Ressocialização em Pedreiras tem cerca de 200 presos e encontra-se em absoluta normalidade;
  4. O governo do Estado repele os boatos maldosos disseminados na tentativa de instabilizar o sistema prisional do Estado, que passa por medidas firmes visando garantir a ressocialização dos apenados e a tranqüilidade da população.

São Luís, 12 de abril de 2015.

Secretaria de Estado da Administração Penitenciária

 

Busca