Publicidade

Secretaria da Fazenda comprou software de R$ 23 milhões no final do governo Roseana

Jorge Vieira

A Secretaria de Transparência analisa a possibilidade de realizar uma auditoria no setor de Tecnologia da Informação para investigar irregularidades, entre as quais a compra de um software no valor de R$ 23 milhões, no final do governo Roseana Sarney, pela Secretaria da Fazenda.

Os primeiros levantamentos indicam que a compra de um segundo software, no valor de R$ 1 milhão, teria por finalidade desenvolver, acredite, o portal de transparência, que já existe. O preço do equipamento é superior a verba de custeio de Controladoria Geral do Estado, estimada em R$ 800 mil.

Desde a última segunda-feira técnicos especializados em informática tentam desvendar o mistério do Portal da Transparência que só apresenta 40 por cento do valor das despesas, oculta os outros 60 por cento e não especifica o conteúdo dos contratos que foram pagos.

Os trabalhos visam apresentar um diagnóstico da transparência e identificar o mecanismo que oculta as despesas do Estado e impede que a população tenha conhecimento dos verdadeiros gastos da dupla Roseana/Arnaldo Melo que acabou de se retirar do Palácio dos Leões pelas portas do fundo.

 

 

Busca