Publicidade

São Luís vai sediar I Fórum Metropolitano de Políticas sobre Drogas

Com o objetivo de fortalecer as políticas de combate às drogas através da consolidação do diálogos entre a sociedade civil e as instituições públicas e privadas,  será realizado em São Luís o I Fórum Metropolitano de Políticas sobre Drogas . o evento vai acontecer na próxima quinta-feira (19), no auditório Neiva Moreira na Assembleia Legislativa.

O fórum é uma iniciativa da Rede Maranhense de Diálogos Sobre Drogas REMADD, que é formada por pessoas que militam as causas das Comunidades Terapêuticas, Saúde Mental, Instituições de Prevenção, igrejas católicas e evangélicas, além de políticos.

O evento contará também com a participação do deputado estadual Cabo Campos, um dos principais incentivadores do fórum, e que tem atuado não só na assembleia, como junto ao município e ao governo do Estado no fortalecimento dessas políticas.

Nesta primeira edição, o evento contará também com a colaboração da Confederação Nacional dos Municípios CNM, que trará O Projeto REINSERIR, Integração Local para Reinserção do Usuário de Drogas, que tem como objetivo fomentar o trabalho integrado das redes de educação, saúde e assistência social em conjunto com a sociedade civil para gerar oportunidades de reinserção social e econômica dos usuários de drogas.

A programação está marcada para iniciar às 08h30, quando será ministrada a primeira palestra sobre o histórico das políticas sobre drogas no Brasil e no Maranhão e os segmentos sociais. Em seguida a CNM fará sua abordagem sobre o projeto REINSERIR. Já no período da tarde, o fórum se dividirá em 4 grupos de trabalho que discutirão: criação de Conselhos Municipais de Políticas Sobre Drogas, Projeto REINSERIR nos municípios, Rede de Atenção Psicossocial nas Políticas Públicas Sobre Drogas e Comunidades Terapêuticas (criação da Associação Metropolitana de Comunidades Terapêuticas). Para finalizar, os grupos se reunirão para compor as próximas fazes do Fórum e apresentar os resultados dos grupos de trabalho.

As inscrições são gratuitas, mas as vagas são limitadas e podem ser feitas pelo Whatsapp  98 98870-0000.

 

Busca