Roseana vai a Portugal para comemorar aniversário do advogado de Joesley Batista

 

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) não pensou duas vezes quando foi convidada para comemorar, em Portugal, o aniversário de 60 anos do seu advogado, o criminalista Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, conhecido como defensor de políticos brasileiros envolvidos em escândalos de corrupção.

Entre os mais novos clientes de Kakay estão os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos do grupo J&F, presos preventivamente na carceragem da Polícia Federal por suposta prática de crime financeiro. Eles são os delatores dos escândalos de corrupção envolvendo o presidente Michel Temer (PMDB).

Acompanhada do marido Jorge Murad, Roseana foi estrela solitária do mundo político no suntuoso Palácio Xabregas, palco da festa de Kakay em Lisboa, como informa a colunista Eliane Trindade, do jornal Folha de São Paulo.

Kakay foi advogado de Roseana no Caso Lunus, em 2002, quando a Polícia Federal apreendeu R$ 1,3 milhão na sede da Construtora Lunus, empresa de propriedade de Roseana e do marido. Na época, Roseana era pré-candidata a Presidência da República, mas o escândalo comprometeu a imagem e a candidatura da ex-governadora. Fotos com maços de dinheiro sobre a mesa do escritório de Murad que circularam por veículos de comunicação de todo o Brasil fizeram com que ela abortasse o projeto de comandar o país.

Kakay também conseguiu a absolvição de Roseana das acusações de fraude em licitações e superfaturamento de obras em 64 hospitais de baixa complexidade construídos no Maranhão para financiar a campanha eleitoral de 2010. O criminalista garantiu ainda o arquivamento dos processos envolvendo Roseana no âmbito da Operação Lava Jato. Ela era investigada por ter recebido R$ 2 milhões por meio do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, também para apoio financeiro a ser usado na campanha de 2010.

Roseana foi uma das únicas personagens citadas em denúncias de corrupção que ousou comparecer à festa do advogado. Ela deve muito ao criminalista e com sua extensa ficha corrida, certamente é uma das clientes mais valiosas de Kakay. Mas como as acusações contra Roseana são recentes, sua participação no aniversário não deixou de gerar mal estar.

Ao passo em que atua para garantir a liberdade dos irmãos Batista, Kakay é lembrado por ter publicado vídeo nas redes sociais afirmando que o juiz Sérgio Moro deveria ser preso. O desejo de ver Moro na cadeia não seria à toa: assim como Roseana, boa parte da clientela do criminalista é formada por políticos investigados na Lava Jato.