Publicidade

Roseana Sarney tem dois minutos de TV para tentar reverter fracassos de campanha

 

A campanha ao governo não está nada fácil para Roseana Sarney. Além de acumular fiascos em suas andanças pelo interior, a candidata do PMDB tem um novo abacaxi pela frente: o pouco tempo de TV.

Com uma coligação esvaziada, Roseana lança campanha na TV com míseros dois minutos e 32 segundos de propaganda televisiva, enquanto Flávio Dino, que lidera as pesquisas, dispõe de quatro minutos e 23 segundos, quase o dobro da peemedebista.

Motivo de piada por ter feito comício embaixo de um pé de manga para cerca de 50 pessoas em Amapá do Maranhão, a filha do oligarca José Sarney vai ter que depositar todas as fichas na propaganda televisiva para tentar reverter o cenário desfavorável.

Mas Roseana começou mal. Em sua primeira aparição na TV ela simplesmente ocultou o nome da sua família. No vídeo, o narrador até cita que ela poderia ter qualquer sobrenome – mas claro, sem citar justamente o estigmatizado e malvisto cognome Sarney.

Busca