Prefeitura de São Luís

Roseana ataca Edivaldo e ‘esquece’ que exigiu dinheiro para fazer parceria

Edivaldo foi ao Palácio dos Leões propor parceria

Do blog do Jorge Vieira

Acuada pela bandidagem, que tocou o terror nos presídios e na grande São Luís, a governadora Roseana Sarney tenta transferir suas responsabilidades para terceiros. A crise da segurança pública e do sistema penitenciário, a governadora no exercício do quarto mandato, atribui a culpa pela falência do sistema aos agentes penitenciários, ao Judiciário e, pasmem, até à Polícia Federal.

Na seara política, Roseana ataca o prefeito Edivaldo Holanda Júnior pelo fracasso da parceria entre governo do Estado e Prefeitura de São Luís. No conto de fadas em que vive a filha do senador José Sarney (PMDB-AP), ela é sempre a personificação do bem.

Na realidade a história é outra. Logo que assumiu a Prefeitura de São Luís, no ano passado, Edivaldo foi ao Palácio dos Leões propor parceria institucional entre os governos iniciando pelo sistema de saúde.

E qual não foi a resposta de Roseana Saney e seu secretário de Saúde, Ricardo Murad? Parceria sim, mas desde que a prefeitura se dispusesse a repassar ao governo do Estado a administração do Socorrão II e mais R$ 70 milhões mensais. Isso mesmo! Roseana pediu dinheiro à combalida Prefeitura de São Luís.

Hoje, em entrevista ao jornal de sua propriedade, tal batedores de carteiras que ao fazerem suas vitimas saem correndo e gritando pega ladrão, Roseana diz que Edivaldo só pensa em dinheiro.

A governadora deve pensar que todos somos trouxas e não sabemos que o governo do Estado subtrai por ordem judicial todos os meses mais de R$ 2 milhões do município de São Luís, referente ao ICMS retido ainda na fonte.

Portanto, quem parece ter ideia fixa em dinheiro é Roseana Sarney e seu governo e não o prefeito Edivaldo Holanda Júnior. Afinal, é o governo do Estado que está com a burra cheia com empréstimos da ordem de R$ 5 bilhões contraídos junto ao BNDES e outras instituições financeiras, inclusive, internacionais.

Mas, a muquiranice ou seria ganância é tanta que o governo Roseana não se dispõe a transferir um único centavo por meio de convênios para o município de São Luís. Uma contradição, tendo em vista que este mesmo governo e seus porta-vozes na imprensa ecoam aos quatro cantos que celebram convênios e recursos para investir nos municípios, inclusive administrados por oposicionistas.

Por que com a Prefeitura de São Luís tem que ser diferente? O que a governadora Roseana Sarney quer dizer com ‘conversa’ que está disposta a ter com o prefeito. Sim porque por várias vezes o prefeito sentou ao lado da governadora, oficial e publicamente nas quais proprôs parceria institucional e republicana.

Ou será que a conversa proposta por Roseana confunde parceria institucional e transparente com conhavos políticos e acordos espúrios que comprovadamente em nada beneficiam a população?

Se esta é a conversa que Roseana tanto quer é melhor Edivaldo ficar alerta porque a considerar o humor da população com a governadora em face da falência de seu governo a tal ‘conversa’ pode ser um abraço de afogado…

 

Radialista e Jornalista, Professor de Comunicação e Oratória, Locutor Publicitário e Apresentador de TV
Busca
Rádio Timbira Ao Vivo
Facebook