Publicidade

Queimadas: Bombeiros consideram situação do Maranhão “confortável”

No último sábado (24), estiveram reunidos o Corpo de Bombeiros do Maranhão e o Exército Brasileiro para ‘troca de experiências e análise de dados, visando efetuar ações no combate as queimadas em nosso estado”.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a situação do Maranhão em relação à incidência de focos de incêndio é ‘confortável’, isso quando comparado à situação de outros estados, principalmente os que compõem a Amazônia Legal.

“O Estado do Maranhão está sob controle em relação à queimadas. A mensuração que se faz para isso tem que se fazer em relação aos estados da Amazônia Legal. Dentre esses estados, o Maranhão está na sexta posição. Então o Maranhão e o Amapá estão em uma situação mais confortável em relação ao número de queimadas”, afirmou o coronel Célio Roberto, comandante do CB/MA.

Apesar da situação favorável, o governo deixou claro que não descarta a ajuda das Forças Armadas, caso necessário.

O presidente Jair Bolsonaro assinou na última sexta-feira (23) um decreto que autoriza o uso das Forças Armadas nas queimadas da Amazônia. Segundo o decreto, o uso das tropas será permitido até 24 de setembro.

“Estamos fazendo um trabalho preventivo de preparação para uma eventual ação em conjunto. Se a coisa agravar, nós podemos agir em parceria com os outros entes da esferal federal e municipal, inclusive. A gente já estabeleceu uma sala de situação que vai funcionar permanentemente, e que já está trabalhando de forma integrada com a participação do 24º Batalhão de Infantaria de Selva e do Batalhão de Polícia Ambiental”, completou o Célio Roberto.

Na tarde do último sábado (24) movimentos de proteção ao meio ambiente, entidades e estudantes fizeram uma manifestação na Praça Deodoro, Centro histórico de São Luís, em defesa da Amazônia. Apesar do pequeno número de manifestantes, os organizadores consideraram positiva a manifestação. (Reveja AQUI)

Busca