Publicidade

Polícia prende suspeitos de desviarem R$ 34 milhões da Educação no governo Roseana

Olga Simão comandava a Univima na época em que os desvios teriam ocorrido.

Olga Simão comandava a Univima na época em que os desvios teriam ocorrido.

Uma operação realizada pela Superintendência de Combate à Corrupção da Polícia Civil do Maranhão na manhã desta quarta-feira (27), resultou na prisão de quatro pessoas suspeitas de terem desviado R$ 34 milhões da Universidade Virtual do Maranhão (Univima).

De acordo com as primeiras informações, na operação denominada Cayenne foram expedidos seis mandatos de prisão, no qual três já foram cumpridos. A Univima foi comandada durante a gestão de Roseana Sarney – época em que teria ocorrido os desvios – pela ex-secretária de Cultura, Olga Simão.

Entre os suspeitos que foram presos temporariamente está o administrador Paulo Giovanni Aires Lima; Jose de Ribamar Santos Soares; Inaldo Damasceno Correa e o empresário Valmir Neves Filho.

Na operação, a polícia apreendeu ainda carros, muitas jóias, relógios de luxo, em buscas e apreensões em mansões na cidade de São Luís.

Busca