Publicidade

Polícia Civil do Maranhão prende quadrilha de traficantes e apreende 300 kg de maconha em Maranhão

127_0140

Foram apresentados na tarde da terça-feira(16), no auditório Leofredo Ramos da SSP , três elementos acusados de tráfico de drogas, com eles foram apreendidos 300 kg de Maconha, a droga foi apreendida na região central da cidade de Peritoró-MA, vinda do estado de Goiás, e seria comercializada na região metropolitana de São Luís. Dentre os elementos presos estava, o Cabo PMMA, Jennylson Reis e Silva lotado na unidade militar daquela cidade.

A prisão foi feita por Polícias da SENARC, que já vinha fazendo um trabalho de monitoramento da quadrilha, onde obtiveram informações, que uma grande quantidade de maconha, estaria saindo do estado de Goiás para a cidade de Peritoró no Maranhão.

A reportagem Ascom SSP, conversou com o secretário de segurança Jefferson Portela. Segundo o secretário, a prisão ocorreu depois de um grande trabalho realizado pela Polícia Civil do Maranhão, através da SENARC, que prendeu os traficantes, e apreendeu,  300 kg de maconha, impedindo que a droga oriunda do norte do estado de Goiás fosse comercializada no Estado.

Perguntado sobre a prisão do policial militar envolvido no tráfico de drogas o secretário falou:

“É como sempre afirmamos, pra nós não importa a pessoa ou o cargo, o que importa é se comete o não comete crime. No caso desse militar, ele cometeu um crime foi investigado, preso e levado para o presídio da Polícia Militar. Essa é a lei, e sempre será cumprida, ele infelizmente tem essa mancha, que é uma mancha individual, que a corporação repudia essa prática criminosa, essa atitude dele, é uma traição para Polícia Civil, para Polícia Militar, para o Sistema de Segurança do Estado e para sociedade maranhense que paga o salário desse policial militar, que não é militar, era um bandido infiltrado na corporação, e como criminoso deve ser tratado”.

Busca