Publicidade

PF assegura que não houve irregularidades nas licitações da Saúde em 2015

Ricardo-Murad3O relatório da Polícia Federal (PF) sobre as falcatruas praticadas por Ricardo Murad na secretaria de Saúde é um banho de água fria na mídia adestrada pelo cunhado de Roseana Sarney. Blogueiros muradistas tentam desesperadamente fazer respingar na nova gestão os desmandos que resultaram em desvio bilionário praticado pelo ex-secretário de Saúde. Mas, pelo que consta no relatório da PF, não há nada que deponha contra o atual governo, que nada tem a ver com as irregularidades cometidas pela organização criminosa que se instalou na Saúde comandada por Ricardo.

De acordo com o documento produzido pela PF, não há nenhum indício de irregularidade nas licitações realizadas pela Secretaria de Saúde em 2015.

O relatório da PF desmente a mídia muradista que, na tentativa de manipular os fatos, divulgou intencionalmente apenas um trecho do relatório, onde se mostra, nas escutas da Polícia Federal, que alguém garantiu que já sabia dos resultados da licitação realizada pela SES, e que o Hospital Geral e o Carlos Macieira ficariam com a ICN.

Porém, sem qualquer compromisso com a ética jornalística, a mídia aliada de Murad agiu de má fé e simplesmente ignorou o restante do documento, onde a própria PF assegura que esses hospitais não ficaram com a ICN, o desmentindo o que foi falado pelos investigados em seus diálogos.

trechopfpacheco

Ao debruçar mais sobre o relatório é possível verificar que o que mais a PF encontrou em 2015 foi a permanência de agentes ligados a Ricardo Murad dentro da secretaria de Saúde correndo para “limpar” as evidências de ilícitos deixadas pelo ex-secretário. Todos os “infiltrados” foram identificados e já não estão mais nos quadros da SES.

Busca