Pré-carnaval é o tratamento de saúde do vereador Pereirinha?

Este é o Presidente da Câmara Municipal de São Luis, Vereador Isaías Pereira Filho (PSL), popularmente conhecido como Pereirinha. Ele está de “licença médica” desde o final do ano passado, mais precisamente quando estourou o escândalo de agiotagem que envolveria 14 colegas de parlamento num esquema de espréstimos irregulares com o Bradesco.
Foto do blog de Silvia Teresa mostra Pereirinha curtindo a folia

Com aparência muito saudável, Pereirinha estaria frequentando as festas pré-carnavalescas da capital maranhense, como essa da foto, da Favela do Samba. Que médico teria recomendado tal atividade como parte do tratamento de saúde do Presidente do Parlamento Municipal?

A imoralidade no uso de licenças médicas por parlamentares

É tão comum quanto imoral o uso desse truque direito para fazer de tudo, menos tratamento de saúde. Negociatas com suplentes costumam afastar senadores, deputados e vereadores apenas para abrir vaga na cadeira do titular. Em período de campanhas políticas, também, muitos parlamentares-candidatos utilizam esse expediente para sair em busca de um novo mandato sem ter de “perder tempo” exercendo o mandato atual dado pelo povo.

Todos de licença médica, tudo dentro da legalidade (ou nem tanto assim) prevista nos regimentos internos dos parlamentos e sob orientação técnica da própria mesa diretora. Dentro da legalidade, entretanto, também, dentro de uma imoralidade sem tamanho. Nem é tão assim legal, vamos combinar, né? Porque para pedir licença médica, o parlamentar deveria estar doente. Licença médica é somente para quando o parlamentar não pode trabalhar. Então se é uma forma de enganar o sistema, se é uma forma de mentir, não seria um quebra de decoro?

 

Tenente aparece nua em fotos que vazaram na internet

Nesta semana circularam na internet imagens de uma tenente do Exército Brasileiro em trajes nada militares. Identificada como Renata, a tenente posa em frente ao espelho vestindo apenas peças íntimas e até sem nada.

É possível imaginar que as fotos foram feitas em alojamento militar, pois é possível ver ao fundo fardamento do exército. As fotos foram feitas pela própria tenente com um celular. Ainda não se sabe de onde é a oficial, nem como as fotos vazaram e começaram a circular pelo aplicativo de troca de mensagens instantâneas via celular Whats App, ainda no começo da semana.

Veja as fotos:

 

 

 

Concursados da Policia Civil denunciam que governo Roseana fez propaganda enganosa com nomeações

Do blog de Silvia Tereza

Aprovados no último concurso de 2013 para a Polícia Civil estiveram, nesta quinta-feira (16), na Assembleia Legislativa do Maranhão, para reivindicar direitos e chamar a atenção da Casa com relação a uma propaganda enganosa do governo do Estado quanto às nomeações e processo de chamada dos concursados. Grande parte deles alega que fez o curso de formação, está apta a atuar, teve seus nomes divulgados na Imprensa como nomeados, mas não o foram de fato.

Aprovados fizeram o curso, mas, não foram nomeados

Segundo os concursados, 130 pessoas deixaram de ser nomeadas. “Estamos expondo uma série de argumentos de que não justifica o Estado treinar, capacitar e preparar mão-de-obra policial em meio a um caos da Segurança Pública e não disponibilizar todo o efetivo”, disse Rayan Braúna que já concluiu o curso de formação e ainda não foi nomeado.

Os aprovados no concurso mostraram que matéria publicada, no jornal O Estado do Maranhão, do dia 13 de dezembro de 2013, dá conta que o governo do Maranhão nomeou, por exemplo, 261 agentes (investigadores), mas, na verdade, segundo os denunciantes, apenas 209 foram efetivados. Eles se disseram decepcionados, pois, afinal, o Maranhão enfrenta uma crise no Sistema de Segurança Pública e, mesmo assim, não nomeia os concursados.

Segundo um dossiê preparado pelos concursados, foram aprovados 401 investigadores (agentes) de Polícia, nove farmacêuticos legistas, 17 odontologistas, 18 médicos legais, 59 peritos criminais, 114 escrivães de polícia e 30 auxiliares de perícia médica em todas as etapas e fases do certame.

Curso de formação e ações na Justiça

No entanto, o governo resolveu convocar um número bem menor para para o curso de formação. Por exemplo, reduziu o número de investigadores para para 210. Os aprovados ingressaram na Justiça e conseguiram o direito de participar, o que levou a uma nova convocação.

No grupo que reivindica seus direitos, há o contingente que ainda nem foi chamado para fazer o curso de formação. ”Fomos aprovados e não tivemos oportunidade de fazer o curso de formação. Se é necessário não há porque não chamar. Fomos excluídos do curso de formação”, denunciou Vicente Paulo, aprovado para o cargo de investigador (agente).

Maranhão é destaque negativo

O dossiê dos aprovados argumenta que o Maranhão tem sido destaque negativo no cenário nacional e internacional por causa do aumento assustador da violência e decretou falência na Segurança Pública. “Além do menor efetivo policial existente, o quadro de funcionários é muito antigo e a maioria vem se aposentando”, justifica o documento.

Os aprovados no concurso, que fizeram o curso de formação, alegam ainda que, por terem tido suas imagens divulgadas, correm risco de vida por já serem policiais e não terem condições de atuarem como tais.

As desigualdades no Estado se refletem nas estatísticas sobre Segurança. O Maranhão tem a pior relação de policiais militares por habitantes. Tem um PM para cada 916 moradores. São Paulo tem um PM para cada 462, e o Rio um para cada 371 habitantes.

 

 

Escândalo mundial motiva mudanças no programa de espionagem americana

Nesta sexta-feira (17), em discurso previsto para as 14h (horário de Brasília), o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, vai anunciar uma grande reforma no polêmico programa da Agência de Segurança Nacional Americana (NSA) que monitora grande quantidade de dados telefônicos de estrangeiros e norte-americanos.

O programa de espionagem dos Estados Unidos virou um grande incômodo para o mundo após revelações feitas por Eduard Snowden, um ex-prestador de serviços da NSA, que divulgou por meses nos meios de comunicação denúncias sobre a espionagem americana de líderes de outros países, incluindo o Brasil. O caso deixou a Casa Branca envergonhada, enfureceu aliados de Washington e escandalizou legisladores e ativistas do direito à privacidade. Por isso mesmo, o que Obama quer é restaurar a confiança nas práticas de inteligência dos Estados Unidos.

 

 

Com informações do G1

 

“Pessoas morrem na rede municipal porque é a que tem`porta aberta’”, avalia Simplício

Do blog de John Cutrim

O deputado federal Simplício Araújo (Solidariedade) entrou hoje no debate sobre o número de mortes na rede municipal de São Luís, considerado muito elevado em matérias divulgadas nos dois últimos dias em blogs ligados ao grupo Sarney e no jornal deles, o Estado do Maranhão.

Para o parlamentar, “pacientes morrem na rede municipal porque é a que tem `porta aberta` no sistema de saúde, enquanto nas unidades do estado e no HU ninguém consegue acesso em caso de urgência”.

O parlamentar enfatizou que o único “sistema onde o paciente consegue vaga ou atendimento em urgência é o municipal”. As unidades, ele complementa, “recebem ambulância de municípios de todo o Maranhão com pacientes graves”. É nesse quadro de elevado número de pacientes, ele explicou, que aumenta o número de óbitos.

Simplício Araújo sugeriu à Prefeitura apresentar um relatório completo do número de atendimentos na rede municipal, estadual, HU e particular, fazendo um comparativo com a quantidade de óbitos. O Secretário de Saúde, César Félix, disse que o estudo está sendo feito.

 

Detentos tentam fazer novo motim no Complexo de Pedrinhas

Do G1

Uma nova tentativa de motim foi registrada na noite desta quinta-feira (16), na Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ) de Pedrinhas, no mesmo bloco onde houve um tumulto à tarde. De acordo com a Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária do Maranhão (Sejap), a situação foi controlada.

Ainda segundo a Sejap, os presos – que se rebelaram por estarem insatisfeitos com a presença da Polícia Militar no Complexo de Pedrinhas – integram o grupo que comandou os ataques a ônibus e a delegacias no dia 3 de janeiro, em São Luís.

Após a tentativa de motim, homens da Polícia Militar e da Força Nacional, com o acompanhamento da Corregedoria e Ouvidoria da Sejap, estão revistando as celas da unidade.

Familiares dos presos chegaram a interditar o trânsito na BR-135, localizada em frente ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, mas a Polícia Rodoviária Federal já liberou o tráfego.

A PM e a Força Nacional reforçaram a segurança no local.