Publicidade

Paço do Lumiar: Acusado de matar terceirizados da Cemar é condenado a 25 anos de prisão

Vítimas estavam de serviço quando foram mortos.

A 2ª Vara de Justiça de Paço do Lumiar, Região Metropolitana de São Luís, julgou nesta quinta-feira (03) Pablo Martins da Silva, acusado de ter assassinado dois funcionários terceirizados da Companhia Energética do Maranhão (CEMAR) no dia 15 de Janeiro deste ano.

O acusado foi condenado a 25 anos e nove meses de prisão inicialmente em regime fechado.  A decisão é do juiz Carlos Roberto de Oliveira.

O julgamento contou com o depoimento de 5 testemunhas, dentre os quais o irmão do acusado que também participou dos assassinatos e teria disparado duas vezes contra uma das vítimas atendendo pedido do irmão.

O crime aconteceu no bairro Sítio Natureza, Paço do Lumiar. João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva, que eram funcionários de uma empresa terceirizada, foram assassinados após efetuar o corte de energia elétrica em uma residência.

Desde o crime Pablo Martins está preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Seu irmão, adolescente, continua em uma Unidade de Ressocialização de São Luís.

Busca