Publicidade

O Maranhão já respira novos ares

A sensação que se tem nas rodas de conversas na manhã desta segunda-feira (06) é de que este é um novo dia. Não um dia novo, que nasceu após a noite se ir. Mas, é uma sensação diferente. O assunto que domina as conversas em feiras, canteiros de obra, rodas de amigos ou entre vizinhos é a vitória de Flávio Dino para governador.

Há quem exagere na expectativa, outros comentam que deram apenas “um voto de confiança”, algum, mais ressabiado, desconfia que não vai “ser lá tudo isso” uma nova administração, mas votou porque queria mudança. De modo que se revelam os motivos individuais da escolha. Entretanto, ninguém pode negar que paira no ar um novo clima. Até São Pedro mandou água nas primeiras horas do dia, que amanheceu nublado, um pouco mais frio do que os dias de discussões quentes da disputa eleitoral.

A chuva parece que veio para lavar a alma. Ou para regar uma nova semente que cai neste solo árido de 50 anos. Ouvi até alguém dizer que o canto dos pássaros estava mais belo hoje. Um exagero? Talvez. O que não dá pra negar é a sensação de leveza que toma conta da maior parte daqueles com quem encontrei e conversei. Muitos com a sensação de “ter dado o troco”. Mas, todos com um sentimento que talvez nem saibam explicar. Uma palavra que muitas vezes já foi ou é usada sem fazer o menor sentido. Mas parece que agora faz.

E por isso é grande a responsabilidade, o peso enorme que carrega daqui em diante o novo governador Flávio Dino. Ele é o responsável desse sentimento. Ele despertou e fez ter sentido mais uma vez essa palavra. O que o povo sente agora, de verdade, é esperança. Agora é contigo, Flávio.

 

Busca