Publicidade

O cerco às ONGs da pilantragem

Segundo a Polícia Federal, Ricardo Murad usou organizações não governamentais para desviar R$ 114 milhões da saúde no Maranhão.

Uma matéria veiculada pela revista Carta Capital mostra as medidas adotadas para evitar fraudes em contratos firmados entre organizações do terceiro setor e o poder público. Uma delas, foi a criação do Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil, aprovado em 2011 e que entra em vigor em todo o país a partir desta segunda-feira (25).

O marco regulatório cria mecanismo que obrigam essas entidades a serem mais transparentes para poderem realizar contratos com as três esferas do governo.

O objetivo é evitar casos como o citado pela reportagem, em que o ex-secretário de Saúde no governo de Roseana, Ricardo Murad (PMDB), que, comandando uma organização criminosa, usou entidades dessa natureza para desviar R$ 114 milhões do Fundo Estadual da Saúde no Maranhão.

20160123064711

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

20160123064710

Busca