Publicidade

Número de obras espalhadas pelo Maranhão será trunfo de Dino contra Roseana Sarney

Resultado de imagem para flávio dino x roseana

A tentativa da ex-governadora Roseana Sarney de voltar ao poder nas eleições de 2018 tem um forte obstáculo pela frente: a gestão Flávio Dino está cada vez mais visível aos olhos da população. São obras que se espalham em ritmo acelerado pelo Estado.

Parte dessas ações foi listada pelo próprio governador em artigo publicado neste último final de semana. São centenas de empreendimentos que já foram entregues, e outras centenas que estão sendo feitas.

Em qualquer eleição o grande apelo de obras e investimentos é inevitável. E, mesmo diante da crise nacional, o Maranhão vem executando um volume de obras e/ou ações que chega a impressionar quem não acompanha de perto a administração.

Além disso, Dino tem o argumento de que, embora venha investindo muito, as contas públicas estão sob controle, entre as melhores do país. Ou seja, não se gasta mais do que se tem.

No artigo do fim de semana, o governador ressalta que já entregou mais de 550 obras. E deu o recado para a família Sarney: “Reconstruir um estado devastado pelo saque promovido pelo coronelismo e seus seguidores não é fácil. Ainda mais em meio à mais longa recessão econômica dos últimos 100 anos, provocada por uma crise política nacional que esse mesmo grupo coronelista alimentou”.

Flávio Dino cita o Mais Asfalto, considerado o maior programa de infraestrutura urbana do Maranhão, que já chegou a 160 cidades. Segundo dados do governo, 73% dos municípios já receberam esse programa. Muitos desses municípios são redutos do PMDB – partido da ex-governadora, o que tira de Roseana, por exemplo, o argumento de perseguição política.

A chegada do asfalto significa o fim da poeira e da lama para os moradores. Isso tem um impacto direto no dia a dia da população, o que certamente pesa na hora do voto.

As obras também incluem as estradas. Dino dá o exemplo “da rodovia que entreguei mais recentemente, em que asfaltamos 42 quilômetros de Pedro do Rosário até a BR 316. Com essa obra, beneficiamos toda a Baixada Maranhense, criando uma via de acesso rápido, por exemplo, para o Vale do Pindaré, e vice-versa”.

O maior aglomerado urbano do Maranhão – a Grande São Luís – também tem recebido muitos investimentos, tornando ainda mais difícil para os Sarney conquistarem terreno na capital – aliás, uma dificuldade histórica do grupo.

“Na região metropolitana, fizemos importantes intervenções como a recuperação das Estradas da Maioba (MA-202), de Ribamar (MA-201) e da Raposa (MA-203) e a construção do Viaduto Neiva Moreira”, afirma Dino.

“Também mudamos o retorno da Forquilha e estão em andamento outras obras, como a Avenida dos Agricultores e a Estrada da Mata. São obras estruturantes para o tráfego na cidade, dando nova feição urbana para regiões abandonadas no passado”, acrescenta.

Educação, Saúde e outras áreas também vêm recebendo muitas obras. Além de reduzir a própria rejeição, Roseana vai ter que montar uma ousada estratégia de marketing para tentar convencer o eleitorado de que o adversário tem feito pouca coisa. O problema, para ela, é que as obras falam por si.

Busca