Publicidade

Morre menina queimada nos ataques a ônibus

Brutalidade: Ana Clara teve quase 100% do corpo queimado

Ana Clara, de 6 anos de idade, que estava internada em estado gravíssimo, não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã desta segunda-feira (06). Ela é uma das vítimas do ataque ao ônibus na Vila Sarney, em São Luis, na última sexta-feira (03). Quando o veículo foi invadido e incendiado por homens armados, Ana Clara, sua mãe e sua irmã não escaparam a tempo e sofreram queimaduras. A menina de 6 anos foi a mais atingida.

Além do ônibus atacado na Vila Sarney, mais 3 coletivos foram incendiados, um na Avenida Kennedy, um no João Paulo e outro na Avenida Ferreira Gullar. Duas delegacias também foram alvo dos bandidos. O 9º DP no São Francisco, teve a fachada atingida a tiros ainda na sexta (03) e o 8º DP Liberdade, no dia seguinte, sábado (04).

A Polícia Militar respondeu imediatamente e, ainda na sexta-feira, começou a prender os acusados dos ataques.

 

OUTRAS INFORMAÇÕES

O avô de Ana Clara, o Sr. Dasico Rodrigues da Silva, de 80 anos, morreu antes da neta de infarto fulminante ao saber do que havia acontecido com seus familiares.

A mãe (22 anos) e a irmã (1 ano e 8 meses) de Ana Clara continuam internadas, com 40% e 20% do corpo queimados respectivamente.

 

Busca