Publicidade

Mesmo com greve dos caminhoneiros, Petrobras aumenta o preço da gasolina em 0,74% nas refinarias

 

Ainda que o governo Federal tenha feito concessões aos caminhoneiros, após a greve da categoria paralisar o abastecimento de diversos produtos em todo o país, a Petrobras resolveu, nesta quarta-feira (29), aumentar o preço da gasolina após cinco quedas consecutivas. A partir de amanhã o preço o preço nas refinarias subirá 0,74% e passará a ser de R$ 1,9671 por litro.

Apenas em maio, o preço do combustível acumula alta de 9,42%. Em 28 de abril, a gasolina nas refinarias custava R$ 1,797.

O aumento vem enquanto o movimento grevista dos caminhoneiros começa a perder força, após quase dez dias de paralisação que comprometeu o abastecimento de alimentos, combustíveis e os mais diversos produtos para todo o país.

O preço do litro de diesel, conforme acordo do governo com os caminhoneiros, está congelado em R$ 2,101. Pelo acerto feito, o diesel não sofrerá aumento durante dois meses. Também tem queda de R$ 0,46. Desse valor, R$ 0,5 virão da extinção do PIS/Cofins e da Cide. Os outros R$ 0,11 serão subsidiados pelo governo com a Petrobras. As medidas custarão em torno R$ 10 bilhões.

 

Busca