Publicidade

Medicamentos sofrem reajuste de até 12,5% em abril

Começou a valer desde o início deste mês, o reajuste de 12,5% nos preços dos medicamentos, autorizado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed), órgão ligado a vários ministérios do governo Federal. O aumento valerá para todo o país e a decisão afeta cerca de 9 mil medicamentos cujos preços são controlados pelo governo.

No Maranhão, o Procon alerta os consumidores para que tomem medidas capazes de amenizar os efeitos do reajuste no orçamento doméstico, a fim de evitar endividamentos.

Pesquisar preços em fornecedores diferentes é uma importante forma de economizar, assim como solicitar que, quando possível, o médico prescreva remédios inscritos no Programa Farmácia Popular. O consumidor pode também pedir a seu médico que insira na prescrição o princípio ativo e não o nome da marca, possibilitando a compra de medicamentos genéricos, que são, em geral, mais baratos e possuem o mesmo efeito.

Contudo, caso o consumidor desconfie de aumento abusivo, as denúncias podem ser realizadas por meio do aplicativo do Procon-MA disponível para download, pelo site www.procon.ma.gov.br ou em qualquer unidade física mais próxima.

Busca