Publicidade

Manifestação: Moradores do Jaracati interditam ponte Bandeira Tribuzzi para pedir justiça

Na manhã desta terça-feira (10), moradores do bairro Jaracati fizeram uma manifestação interditando a ponte Bandeira Tribuzzi. Os populares pedem justiça e mais segurança, após a morte de 4 pessoas em acidente que correu na madrugada de domingo (08), data do aniversário de São Luís. (Reveja).

Moradores usam galhos de árvores e entulhos, para bloquear ponte Bandeira Tribuzzi

A moradora Gisele Araújo Alves disse que a população está revoltada, e pede a colocação de uma barra de proteção na cabeceira da ponte, além de uma faixa de pedestre em frente à agência do Banco do Brasil.

“A gente não tá saindo pra rua pra fazer briga, fazer guerra não. Só queremos proteção. Até quando vai morrer gente aqui no Jaracati?”, indagou a dona de casa.

O trecho é conhecido pela ocorrência de acidentes fatais. Uma das vítimas é o garoto Wdysson Ruan, de apenas 1 ano, que morreu após acidente ocorrido em 17 de março deste ano.

Sua mãe, Thalia Silva, teme que outras pessoas se tornem vítimas.

“Fiz manifestação do meu filho e não aconteceu nada, agora estamos aqui de novo. Morre um, morre outro, e assim como morreu um filho meu, pode morrer de outro também. Isto não tá certo”, afirmou a mãe indignada.

À esquerda da imagem Thalia Silva, pedindo justiça pela morte do filho

A principal reivindicação dos manifestantes é que haja melhor sinalização e do trecho e proteção das casas. Dentre as vítimas do último acidente, estavam as primas Carla Correa Diniz e Tiana Alves Correa. A última é filha de João Batista, que, ainda chocado, clama por justiça.

“Só quem perde o ente querido é que sabe o sofrimento. O que a gente pede é justiça. Um cara desse é um assassino, ele tem que pagar pelo que fez”, externou o pai enlutado.

O bloqueio da ponte durou cerca de 2 horas e meia. Após conversas com agentes de trânsito e Polícia Militar, os populares liberaram a via.

Mais imagens:

 

Busca