Publicidade

Má fé e incompetência marcam mais um ataque do pasquim Sarneyzista ao governador do Maranhão

A ânsia do pasquim jornal O Estado do Maranhão em atacar o governador Flávio Dino avança sobre o bom senso e atropela o Fazer jornalístico. Mentir, distorcer, inventar ou reinventar “fatos” fazem parte da rotina de “jornalistas” que, se um dia souberam, já esqueceram o que é Fazer jornalismo. Se bem que isso já não é nenhuma novidade vindo do outro lado da ponte.

Leia mais: Por que o jornal O Estado do Maranhão mente?

A cada semana, o jornal da família Sarney inventa uma. Depois de distorcer os números de mortes e fugas no sistema de segurança do estado, depois de requentarem um factoide com nome do secretário Rodrigo Lago, agora transformaram a irmã da esposa do irmão de Flávio Dino em parente do governador. É até difícil de acreditar. Releia: transformaram a irmã da esposa do irmão de Flávio Dino em parente do governador.

A tentativa do jornal familiar é colocar sob suspeição a contratação emergencial da Copiar Center LTDA, em razão de a sócia majoritária da empresa ser, segundo a publicação, “ligada” a Nicolau Dino, irmão do governador. Mais do que incompetência, trata-se mesmo de má fé.

O pasquim ignora a realidade e, mais uma vez, omite fatos e se vale de pequenas verdades para contar uma grande mentira. Nota emitida pelo governo informa que o contrato com a empresa anterior expirou no dia 8 de fevereiro de 2015. Além disso, os serviços estavam sendo realizados de forma precária. Em face de ser contínuo e imprescindível, necessitou de um contrato emergencial.

Das quatro empresas consultadas, ou seja, Copimar, Copiar, CSF Digital e Copystar, a Copiar foi quem apresentou menor preço global, estimado em três meses, no valor de R$ 110.160,00, por isso foi vencedora. Veja ao final do texto a Nota do governo com todas as explicações ignoradas pelo jornal.

Perseguição

Por meio do Tweeter, Flávio Dino atribuiu os ataques ao fato de a Procuradoria Geral da República, onde Nicolau Dino é subprocurador, estar atuando na investigação da Operação Lava Jato, na qual Roseana Sarney, sócia do Jornal O Estado do Maranhão, é acusada de receber propina.

 

___________________________________________________________

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Sobre a contratação emergencial de empresa, para executar serviços de impressão de documentos para o governo do Estado, a Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (Seplan), esclarece que:

1. A Secretaria Adjunta de Tecnologia e Informação (Seati) realizou contratação emergencial em face de encontrar equipamentos obsoletos e da necessidade de impressão dos contracheques, relatórios críticos de folha de pagamento do Estado, Diário Oficial do Estado, além de relatórios do Siplan, Siafem, Siagem, por se tratar de serviço de natureza contínua, cujo contrato anterior expirou no dia 8 de fevereiro de 2015;

2. Há seis meses, os serviços de impressão da empresa anteriormente contratada CSF Serviços Digitais Ltda, eram realizados precariamente. Uma impressora de grande porte estava parada por falta de peça, o que resultou no atraso frequente da impressão do Diário Oficial do Estado, embora estivesse com pagamentos em dia;

3. Após o devido processo legal com base em pesquisa mercadológica junto às empresas especializadas no ramo, com todas as especificações técnicas para realização do objeto, previsto em termo de referência, quatro empresas foram consultadas: Copimar, Copiar, CSF Digital e Copystar;

4. As propostas técnicas foram recebidas, acompanhadas de termo de visita técnica, e após análise dos documentos, a empresa Copiar Ltda. apresentou menor preço global, estimado em três meses, no valor de R$ 110.160,00, sendo declarada vencedora do certame;

5. Informa ainda que paralelo ao procedimento emergencial foi iniciado e está em curso o processo licitatório para a contratação de empresa para prestar serviços por um período de 12 meses;

6. Todas as pessoas jurídicas de direito privado que atendam aos requisitos legais e cujos sócios estejam em pleno gozo de seus direitos estão aptas a prestar serviços ao Poder Público.

São Luís, 27 de março de 2015.

Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento

___________________________________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

Busca