Publicidade

"Lula é Analfabeto, Grosseiro e Cafona"

As declarações de Caetano sobre Lula causaram muitas e diferentes reações. Dona Canô, mãe do cantor, desclassificou tais declarações.

Como ando atarefado e sem tempo de traduzir o que penso sobre o assunto, reproduzo as palavras de José Linhares Jr (em comentário no Blog de Marco D`Eça) por se parecerem muito, mas muito mesmo, com o que penso sobre:
Lula é chique? Tem formação intelectual vasta? É um cavalheiro que causa inveja em qualquer príncipe inglês? Pois bem, Caetano Veloso cometeu o erro de externar constatações que todo mundo com o mínimo de inteligência neste país sabe: chamou o Presidente de cafona, grosseiro e de analfabeto.

Viver em um país politicamente correto é dose. Você não pode mais chamar gays de veados, não pode mais chamar um amigo negro de “negão” em público, não pode mais chamar mendigo pedinte de vagabundo, não pode chamar de canalha que faz canalhices e um tanto de outras coisas.

Quando Lula enaltece a si mesmo falando que é analfabeto, todo mundo aplaude. Se Caetano Veloso diz a mesma coisa, é censurado. Quando Lula dá entrevistas com sinais de embriaguez (como no caso do mensalão), a imprensa acobertou. Caetano o chamou de grosseiro e foi censurado. Lula já dormiu em uma assembléia da ONU, algumas pessoas apenas riram. Caetano o chamou de cafona, foi censurado.

Lula não pode mais ser confrontado, não pode mais ser exposto e todos nós agora somos obrigados a elogiá-lo e aplaudi-lo sob a pena de sermos execrados e censurados. Não gosto de Caetano Veloso, acho sua arte de uma chatice só. Contudo, a circunstância me deixou enfurecido. E se Caetano tivesse chamado José Serra de feio, vampiro brasileiro, morto-vivo, arrogante ou outro adjetivo? Será que teríamos a mesma repercussão?
Vivemos em tempos de culto a personalidade de uma personalidade que em países civilizados seria motivo de vergonha.

Não gosto de você e não vou começar a gostar por causa disso, Caetano. Mas, covarde eu sei que você não é. Sinto-me feliz todas as vezes que vejo seu discurso em 1968 “Que juventude é essa? Mas é isso que é a juventude que diz que quer tomar o poder? “Vocês não estão entendendo nada, nada, nada, absolutamente nada!”.

Caetano é um compositor corajoso. Teve coragem de erguer sua voz contra o Apedeuta e isso, meu caro, é motivo de admiração imediata para aqueles que apreciam os bravos.”

Busca