Publicidade

Léo Costa trai aliados e descumpre acordo feito em 2012

Prefeito de Barreirinhas, Léo Costa, trai aliados.

Em 2012, para conseguir união em torno de sua candidatura o prefeito de Barreirinhas, Léo Costa (PDT), assumiu compromisso público de que não seria candidato à reeleição este ano e apoiaria o candidato do PCdoB, Amilcar Rocha.

Foi essa costura política que criou as condições para o pedetista vencer o candidato da oligarquia Sarney, Albérico Filho (PMDB), que concorria à reeleição com apoio da então governador e prima Roseana Sarney.
Pois bem, ciente e signatária do acordo político, a direção estadual do PDT interveio para que o partido apoiasse o candidato comunista. Contudo, Léo Costa mesmo ostentando uma das gestões com maior índice de desaprovação no Estado tenta a todo custo posar de vítima, quando na verdade traiu aqueles que o apoiaram e contribuíram para sua vitória.

Não satisfeito em descumprir o acordo que assumido em palanque, Léo Costa usa e se deixa usar pelos veículos de comunicação da família Sarney, apropriadamente batizada pelo ex-governador Jackson Lago como sistema mentira de comunicação, para atacar injustamente o governador Flávio Dino e o PCdoB.

Faz hoje o jogo daqueles atacaram covardemente o PDT a ponto de num golpe judicial retirarem do poder o ex-governador Jackson Lago. Com essa postura, Léo Costa apequena sua trajetória de histórico militante do PDT e das boas causas. Ainda há tempo de salvar a biografia…

Busca