Justiça decreta prisão de empresário por espancar ex-companheira

Resultado de imagem para Lúcio André Genésio

Uma decisão da Justiça divulgada na manhã desta segunda-feira (13) decretou a prisão preventiva de Lúcio André Genésio, suspeito de ter espancado na noite do último sábado (11) a sua ex-companheira, a advogada de Ludmila Rosa Ribeiro da Silva, de 37 anos. A decisão atendeu um pedido feito pelo Ministério Público que pediu a prisão do suspeito. Lúcio Genésio chegou a ser detido após a agressão, mas foi liberado após pagar fiança de R$ 4.685 mil determinada pelo delegado plantonista, Valber do Socorro Andrade.

Para o MP, na ação que resultou no pedido de prisão, houve arbitrariedade na liberação do suspeito após o pagamento de fiança, já que o Lúcio responde a uma outra agressão cometida contra a companheira em Pinheiro no ano passado. Na ocasião, Ludmila estava grávida de cinco meses.

A decisão assinada pelo juiz Clésio Coelho Cunha determinou ainda que o delegado que arbitrou a fiança a Lúcio seja investigado pela Corregedoria pela conduta.