Publicidade

Jornal O Estado do Maranhão mente e é obrigado pela justiça a publicar Direito de Resposta

O que tem dito este blog a respeito do 'jornalismo' praticado pelo pasquim da família Sarney? O jornal O Estado mente e, mesmo depois de desmentido, insiste em mentir. Faz isso cumprindo o seu papel original de servir politicamente aos interesses dos seus donos.

Leia também: Por que o jornal O Estado do Maranhão Mente?

Em razão de mais um mentira contada nas páginas do “jornal dos Sarney”, o juiz Clésio Coelho Cunha, que responde pela 4ª Vara Cível da capital, concedeu liminar garantindo direito de resposta a Flávio Dino no caso em que o pasquim fez acusação mentirosa afirmando que o comunista teria se hospedado em um hotel da cidade de Teresina com diárias pagas pela Embratur, órgão do qual Dino foi presidente. Relembre aqui.

Mesmo depois de desmentido, o jornal insistiu na notícia infundada e sem provas. Uma declaração da Embratur foi enviada ao jornal O Estado do Maranhão atestando que não houve nenhum pagamento por parte do órgão, mas o pasquim preferiu permanecer lorotando e agora terá que se retratar na edição desta sexta-feira, dia 28 março.

Por ordem judicial, o 'jornal dos Sarney' publica nesta sexta-feira (27) Direito de Resposta. De acordo com a decisão do juiz, a Resposta terá que ser publicado, na íntegra, no prazo de 24 horas, a contar da notificação, na mesma página, espaço e tamanho em que foi publicada a ofensa e com igual destaque. Em caso de descumprimento, a multa diária é de R$ 50 mil reais.

Veja a decisão do juiz:

 

 

Busca