Publicidade

Investigado por desvio de mais de R$ 1 bilhão, Murad defende instituto suspenso da Saúde

 

Em entrevista a rádio Difusora AM, o ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad, saiu em defesa do Instituto Gerir, empresa que administrava unidades hospitalares no Maranhão, mas que teve o contrato suspenso por descumprir, segundo o governo, com o sistema de prestação de contas públicas.

Pré-candidato ao governo pelo PRP, e com um histórico de fraudes na Saúde, Murad usa falso moralismo em favor de uma empresa irregular com um objetivo: atacar o rival Flávio Dino.

Em 2015, Murad foi apontado pela Polícia Federal como mentor de uma organização criminosa que desviou mais de R$ 1 bilhão do sistema de Saúde do Maranhão entre 2010 e 2013, durante o último governo Roseana Sarney (MDB), sua cunhada.

Além disso, Ricardo Murad sabe que desde 2017 o Instituto Gerir vinha sendo foi notificado por imprecisões nas suas prestações de contas, e que, após 19 notificações, a empresa teve o contrato suspenso. Mas isso Murad fez questão de não citar na entrevista.

Radialista e Jornalista, Professor de Comunicação e Oratória, Locutor Publicitário e Apresentador de TV
Rádio Timbira Ao Vivo
Busca
Facebook