Publicidade

Inmeq reprova 589 bombas de combustível no Maranhão

Inmeq-MA-reprova-589-bombas-de-combustíveis-no-estado-2-300x200De janeiro a 1ª quinzena de agosto, o Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq-MA), órgão delegado do Inmetro, reprovou 589 bombas medidoras de combustíveis líquidos no Maranhão. Deste total, 35 reprovações se referem à bomba baixa, quando o instrumento entrega menos combustível do que o comprado pelo consumidor, apresentando, portanto, erro de medição.

Só este ano, o Inmeq já fiscalizou 5.197 bombas medidoras de combustíveis no estado. Em todo o país, as fiscalizações do Inmetro alcançaram um total de 278 mil instrumentos.

Em termos percentuais, o quantitativo de instrumentos reprovados no Maranhão equivale a 11,33%, sendo 0,76% referentes a erros de bomba baixa. A média nacional deste tipo de irregularidade é de 0,7%.

Além de bomba baixa, também foram encontradas irregularidades como vazamento e deformidades em mangueiras, vazamento nos bicos de descargas, instalação elétrica em mau estado de conservação, vazamento de óleo, plano de selagem incorreto, entre outros.

A fiscalização em postos de combustível consiste na verificação das bombas medidoras de combustíveis líquidos. “Temos equipes em campo que fiscalizam postos de combustíveis diariamente. O objetivo deste trabalho é detectar irregularidades e evitar fraudes contra o consumidor”, afirma o presidente do instituto, Geraldo Carvalho Júnior.

O consumidor tem todo o direito de exigir os testes de vazão/medição de combustível no posto. Caso desconfie de alguma irregularidade, pode dirigir-se à sede da entidade (na Avenida São Luís Rei de França, no Olho d´Água) ou denunciar por meio do telefone da Ouvidoria 088 071 5281.

Busca